Futebol dos Brasileiros

O esporte preferido pelos brasileiros ainda é o futebol. Mesmo que não saibam jogar, todo mundo tem um time pelo qual torce, vibra e se emociona.
Antes mesmo de nascer, alguns pais já pensam no time que seu filho vai torcer. Já outros, esperam você crescer, para poder escolher o time. Gremistas, colorados, corintianos, palmeirenses, todos brasileiros, unidos por um só amor, o futebol.
Conheço pessoas que são fanáticas por seu time do coração. Quando o seu time ganha, o torcedor vibra e comemora junto com o time. E, quando perde, vão parar no hospital. Se esquecem, que é apenas um jogo que foi perdido.
Futebol era significado de toda família reunida e feliz. Hoje, uma família não pode ir assistir tranquilamente a um jogo no estádio. Pois, não sabem se vão voltar para casa ou não, hoje em dia, as pessoas brigam por motivos banais nos estádios e agem por impulso. Lembro quando ia no estádio assistir um jogo de futebol, era apenas um jogo, não tinha brigas no final.
Se o seu time não ganha, apesar de toda a segurança e do policiamento, quebram o estádio, xingam o juiz, batem nos torcedores adversários e nos jornalistas que estão no estádio apenas fazendo o seu trabalho. Lembro de um jornalista, que foi narrar um jogo de futebol e após o jogo, foi vítima de um arrastão. Teve seus pertences roubados e foi agredido. Após o ataque, o jornalista foi socorrido por colegas.  Mas até quando as pessoas vão sofrer com a falta de policiamento aos arredores dos estádios?
Estádios são reformados, construídos, é muito dinheiro investido para o conforto do torcedor, que vai destruindo e estragando. Recordo de um jogo muito importante do Grenal, e no final do jogo, os torcedores descontentes com o resultado do jogo quebraram cadeiras e depredaram os banheiros. Perderam a educação e o bom senso. Os torcedores por perderem a razão foram punidos pelo crime que cometeram no estádio. E não conseguiram reverter o placar final do jogo.
Na minha opinião, os torcedores que brigaram uma vez no estádio, deveriam ser punidos para não entrar mais nos jogos de seu time, assim, os jogos de futebol seriam mais tranquilos. E um pai de família poderia levar seus filhos sem medo.

Publicado por Angel Witt

Sou formada em Jornalismo pela Universidade Feevale. Sou uma eterna apaixonada pelo jornalismo. Algumas pessoas dizem que sou louca por correr atrás dos meus sonhos. Como diria Augusto Cury, no seu livro: " De gênio e louco, todo mundo tem um pouco".

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: